Dicas de viagem com bebê para se planejar bem

5

No post passado eu contei um pouco sobre nossa decisão de fazer uma viagem internacional com Theo, a reação das pessoas e alguns conselhos para que tudo dê certo nessa jornada, principalmente sobre o nosso comportamento diante dessa aventura. Agora, vou dar algumas dicas de viagem com bebê que vão te ajudar a planejar melhor suas férias ao lado do pequeno.

dicas de viagem com bebe_Theoturista

10 Dicas de viagem com bebê: planejamento

Check-list: se para sair de casa num dia qualquer a gente já precisa levar uma mudança pro bebê, imagina numa viagem! Portanto, a dica é fazer uma boa lista e com antecedência, para que você consiga ir inserindo itens que for lembrando e dar tempo de providenciar tudo até o dia da viagem.

Escolha do destino: viajar com bebê é muito bom, mas pode ser um desastre se você escolher um destino inadequado. Por exemplo, não acho muito aconselhável viajar com um bebê pequeno para o Peru, onde você vai ter a altitude, trilhas, muita aventura. Ou querer ir para uma ilha paradisíaca se seu bebê é pequeno e só pode ficar pouco tempo por dia no sol. Pesquise bem o destino para onde quer ir, veja opiniões de quem já viajou com bebês, se o deslocamento é tranquilo, se vai ter fácil acesso a lojas, farmácias… tudo deve ser levado em conta.

dicas de viagem com bebe_cartagena

Documentos: antes de pensar em viajar para qualquer lugar, é fundamental procurar saber que tipo de documentos o destino escolhido exige. Tem que ter visto? Passaporte? Alguma vacina específica? Para bebês viajarem de avião é necessário ter em mãos o RG, certidão de nascimento original ou uma cópia autenticada (voos nacionais). Para voos internacionais é preciso um documento com foto – passaporte ou RG, dependendo do destino. Como fomos para a Colômbia, só tiramos o RG mesmo – não exige passaporte. Se o bebê for viajar só com um dos pais, é preciso uma autorização do outro com assinatura reconhecida em cartório. E, claro, providencie essa documentação com antecedência para não se desesperar em cima da hora.

Horário do voo: há quem prefira viajar à noite porque o bebê vai dormindo, mas acho que isso depende muito do seu bebê e do tempo do voo. Eu tive várias experiências, horários diferentes e o que aconselho, sem dúvida, é: escolha um horário que não atrapalhe o sono do seu bebê. O voo da gente de ida para Bogotá foi numa hora péssima, precisamos acordar às 3h para chegar no aeroporto com antecedência e acabou que Theo ficou super abusado – claro! – com esse sono partido. Resultado: ficou estressado o voo quase todo. Já o noturno foi bom porque ele dormiu o voo inteiro (seis horas), mas quando chegamos ele ainda estava com muito sono e não conseguiu mais dormir direito.

Preparando a mala: já adianto que esse tópico vai render depois um post inteirinho, com uma lista do que não pode faltar na mala de viagem do bebê. Preste atenção no clima, nos itens que podem te ajudar e coloque roupinhas a mais, pois sempre acontece de o bebê se sujar, a fralda vazar e você ter que trocar ele ao longo do dia mais vezes do que pensava. Um item indispensável, por exemplo, numa viagem com bebês é a capa de chuva para o carrinho. A gente comprou para viajar e foi mega útil! Portanto, faça um levantamento do que vai levar, a quantidade e providencie antes para na hora de embarcar ter tudo à mão.

Carrinho: outra coisa fundamental é ter um bom carrinho, que seja leve e prático de fechar e abrir. Lembre-se de que você vai ter que fazer isso várias vezes ao dia, para entrar em táxi, avião, então ele tem que ser realmente prático! Além disso, veja o peso porque ninguém merece empurrar um carrinho pesado. O “antigo” de Theo era um modelo travel system, mas como decidimos viajar compramos um tipo guarda-chuva usado (Chicco Liteway) e foi a melhor compra da vida inteira! É muito mais leve e fácil de transportar. Ah! E ele reclina totalmente, ou seja, o bebê fica confortável para dormir nos passeios.

dicas de viagem com bebe_nos_cartagena

Sling: além do carrinho, levamos um sling, que também foi super usado. Theo já tinha um wrap sling, mas compramos um modelo mei tai para a viagem porque é mais fácil de colocar, não tem tanta amarração. Quando ele se abusava do carrinho, vinha pro sling e ficava de boa vendo tudinho grudado na gente.

Hospedagem: antes, quando viajávamos só eu e João, os hostels eram a nossa escolha de hospedagem. Mas com um bebê você precisa realmente ficar num lugar que ofereça uma estrutura melhor. Veja se o hotel oferece berço, se você pode ter acesso à cozinha – caso precise preparar alguma comida pro bebê -, se é num bairro seguro e bem localizado, se o quarto é silencioso, se a cama é confortável para você descansar depois de um dia de passeios… tudo isso influencia no sucesso da sua viagem. É bom também ficar em algum hotel com restaurante, pois pode acontecer de vocês precisarem fazer alguma refeição por lá mesmo.

Seguro-saúde: esse é imprescindível em qualquer viagem, mas com bebê é ainda mais necessário viajar com um seguro! Nunca se sabe, né?!

Orientação médica: outra coisa que acho válida é você tirar todas as suas dúvidas e pedir dicas para o/a pediatra durante o planejamento da viagem. Pergunte sobre a alimentação do bebê, remédios que você deve levar e o que mais achar necessário. Você vai ficar bem mais tranquilo e preparado.

Essas foram algumas dicas de viagem com bebê para você se planejar bem. Nos próximos posts, vou dizer todos os macetes para viajar de avião com bebês e o que não pode faltar na mala deles.

Deixe seu comentário :)